INTERAÇÃO SOCIAL

O problema central do autismo é a dificuldade de interação, por isso é a maior dificuldade e, ao mesmo tempo, o cerne do tratamento, o aspecto mais importante. E é por essa dificuldade que os reforços sociais que são suficientes para as crianças neurotípicas, como sorrisos da mãe, parabéns, atenção, etc., não são suficientes para recompensar as crianças com autismo e por isso não aumentam a probabilidade de fazerem aquele comportamento. É por isso que elas não têm interesse nessas interações e é por isso que precisamos encontrar formas de torná-las recompensadoras, reforçando com um tempo com o brinquedo favorito da criança ou até um tempo no eletrônico, etc. Para entender melhor, clique no link abaixo que explica como funciona a terapia comportamental ABA, que é o tratamento que melhor funciona para o autismo de acordo com os estudos científicos.

 

Para que haja INTERAÇÃO, é importante treinar o olhar da criança e demais habilidades de linguagem VERBAL e NÃO-VERBAL, como explicamos melhor nas respectivas páginas do site. Mas para saber como interagir é imprescindível entender melhor sobre ABA x DENVER. Para acessar, clique no link abaixo: 

MODELO DENVER 

O Modelo Denver de Intervenção Precoce tem uma série de estratégias que ajudam muito a interação com crianças com autismo e, basicamente são:

1. Respeitar uma distância confortável para a criança;

2. Sente frente a frente na altura do olhar da criança;

3. Observe o interesse da criança e siga a liderança dela;

4. Elimine distratores;

5. Narre o que ela estiver fazendo com poucas palavras (Regra do +1);

6. Faça onomatopéias (sons engraçados);

7. Imite o que a criança estiver fazendo;

8. Ajude a criança a completar o que ela estiver fazendo;

9. Faça Rotinas Sensório-Sociais;

10. Após conquistar a criança, fazer 3 vezes o que ela quer e apresentar uma variação dando ajuda e volte a fazer 3 vezes o que ela quer e assim por diante.

Unknown.jpeg

COMO INTERAGIR

9789897520853_Intervenção_Precoce_em

FASE 1 - 1o PASSO

IMG_8579.jpg

FASE 1 - 1o PASSO

IMG_8581.jpg

FASE 1 - 2o PASSO

IMG_8622.JPG

FASE 1 - 3o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-28_às_12.08.17

FASE 1 - 3o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-28_às_12.08.32

FASE 1 - 4o PASSO

IMG_8724.JPG

FASE 1 - 4o PASSO

IMG_8730.JPG

FASE 1 - 5o PASSO

IMG_8745.JPG

FASE 2 - 1o PASSO

IMG_8764.JPG

FASE 2 - 1o PASSO

IMG_8782.JPG

FASE 2 - 2o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-29_às_16.58.53

FASE 2 - 2o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-29_às_16.59.06

FASE 3 - 1o PASSO

IMG_8960.jpg

FASE 3 - 1o PASSO

IMG_8964.jpg

FASE 3 - 2o PASSO

IMG_8950.JPG

SOS AUTISMO 

IMG_9539.JPG

5o e 6o PASSOS 

IMG_9527.JPG

11o e 12o PASSOS

IMG_9537.JPG

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

Captura_de_Tela_2020-08-05_às_15.06.17

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

Captura_de_Tela_2020-08-05_às_15.06.49

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

Captura_de_Tela_2020-08-05_às_15.07.38

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

IMG_9937.JPG

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

IMG_9955.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9245.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9262.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9338.jpg

HORA DE GUARDAR

IMG_9888.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9916.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9906.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9918.JPG

FASE 1 - 1o PASSO

IMG_8576.jpg

FASE 1 - 1o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-27_às_17.56.40

FASE 1 - 2o PASSO

IMG_8638.JPG

FASE 1 - 2o PASSO

IMG_8634.JPG

FASE 1 - 3o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-28_às_12.08.55

FASE 1 - 3o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-28_às_12.08.40

FASE 1 - 4o PASSO

IMG_8727.JPG

FASE 1 - 4o PASSO

IMG_8737.JPG

FASE 1 - 5o PASSO

IMG_8751.JPG

FASE 2 - 1o PASSO

IMG_8769.JPG

FASE 2 - 1o PASSO

IMG_8773.JPG

FASE 2 - 2o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-29_às_16.57.52

FASE 2 - 2o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-29_às_16.59.20

FASE 3 - 1o PASSO

IMG_8961.JPG

FASE 3 - 2o PASSO

IMG_8942.JPG

FASE 3 - 2o PASSO

IMG_8955.JPG

FASE 3 - 2o PASSO

IMG_8957.JPG

3o e 4o PASSOS

IMG_9525.JPG

FASE 3 - 2o PASSO

IMG_9535.JPG

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

Captura_de_Tela_2020-08-05_às_15.06.29

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

Captura_de_Tela_2020-08-05_às_15.06.55

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

Captura_de_Tela_2020-08-05_às_15.07.08

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

IMG_9952.JPG

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

IMG_9943.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9258.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9336.jpg

HORA DE GUARDAR

IMG_9341_edited.jpg

HORA DE GUARDAR

IMG_9908.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9891.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9904.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9921.JPG

FASE 1 - 1o PASSO

IMG_8577.jpg

FASE 1 - 1o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-27_às_17.56.48

FASE 1 - 2o PASSO

IMG_8629.JPG

FASE 1 - 2o PASSO

IMG_8624.JPG

FASE 1 - 3o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-28_às_12.09.02

FASE 1 - 3o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-28_às_12.08.47

FASE 1 - 4o PASSO

IMG_8729.JPG

FASE 1 - 4o PASSO

IMG_8736.JPG

FASE 1 - 5o PASSO

IMG_8754.JPG

FASE 2 - 1o PASSO

IMG_8770.JPG

FASE 2 - 2o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-29_às_16.57.45

FASE 2 - 2o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-29_às_16.59.13

FASE 2 - 2o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-29_às_16.59.34

FASE 3 - 1o PASSO

IMG_8962.JPG

FASE 3 - 2o PASSO

IMG_8947.JPG

FASE 3 - 2o PASSO

IMG_8953.JPG

2o PASSO

IMG_9523.JPG

8o e 9o PASSOS

IMG_9531.JPG

13o PASSO

IMG_9538.JPG

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

Captura_de_Tela_2020-08-05_às_15.06.36

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

Captura_de_Tela_2020-08-05_às_15.07.02

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

Captura_de_Tela_2020-08-05_às_15.07.14

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

IMG_9948.JPG

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

IMG_9961.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9251.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9335.jpg

HORA DE GUARDAR

Captura_de_Tela_2020-08-05_às_14.55.33

HORA DE GUARDAR

IMG_9910.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9894.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9914.JPG

NO INÍCIO

Captura_de_Tela_2020-09-08_às_17.45.16

FASE 1 - 1o PASSO

IMG_8578.jpg

FASE 1 - 1o PASSO

IMG_8584.JPG

FASE 1 - 2o PASSO

IMG_8620.JPG

FASE 1 - 2o PASSO

IMG_8637.JPG

FASE 1 - 3o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-28_às_12.08.24

FASE 1 - 4o PASSO

IMG_8723.JPG

FASE 1 - 4o PASSO

IMG_8735.JPG

FASE 1 - 5o PASSO

IMG_8743.JPG

FASE 1 - 5o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-29_às_16.36.08

FASE 2 - 1o PASSO

IMG_8778.JPG

FASE 2 - 2o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-29_às_16.57.30

FASE 2 - 2o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-29_às_16.58.59

FASE 2 - 2o PASSO

Captura_de_Tela_2020-07-29_às_16.59.27

FASE 3 - 1o PASSO

IMG_8963.JPG

FASE 3 - 2o PASSO

IMG_8949.JPG

FASE 3 - 2o PASSO

IMG_8951.JPG

1o PASSO 

IMG_9521.JPG

7o PASSO

IMG_9529.JPG

13o PASSO

IMG_9538.JPG

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

Captura_de_Tela_2020-08-05_às_15.06.42

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

Captura_de_Tela_2020-08-05_às_15.07.26

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

IMG_9946.JPG

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

IMG_9957.JPG

TRANSIÇÃO ATIVIDADES

IMG_9939.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9254.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9337.jpg

HORA DE GUARDAR

IMG_9350.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9912.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9897.JPG

HORA DE GUARDAR

IMG_9919.JPG

NO INÍCIO

Captura_de_Tela_2020-09-08_às_17.45.22

COMO BRINCAR COM UMA CRIANÇA COM TEA??? 

DICAS DO LIVRO INTERVENÇÃO PRECOCE EM CRIANÇAS COM AUTISMO - MODELO DENVER INTERVENÇÃO PRECOCE

 

Na época do tratamento do Matheus, não conhecíamos o Modelo Denver e sempre que o chamava dizendo que estava na hora da ABA, ele saía correndo, porque achava super chato, tudo que ele queria era continuar brincando daquilo que estava fazendo.

Mas a verdade é que, pelo menos na rotina, eu acabava aplicando o Denver mesmo sem conhecer, porque tentava entrar nas brincadeiras dele sem impor minhas ideias, seguindo a liderança dele e procurando tornar minha presença agradável e construtiva e com certeza isso foi totalmente primordial para que ele se interessasse pela interação e se desenvolvesse tantooooooo!

Essa é a estratégia desse modelo, ou seja, aproveitar os INTERESSES e as BRINCADEIRAS da CRIANÇA para ensinar novas habilidades, estimular a LINGUAGEM, CONTATO VISUAL, IMITAÇÃOTAÇÃO, a dar DEMANDAS, mas fazendo isso tudo sem tornar nossa presença aversiva. Afinal, a questão central do autismo é a dificuldade de socialização e essa dificuldade acarreta em praticamente todas as outras.

Enfim, considero que o Modelo Denver é uma excelente forma de adquirir um engajamento das crianças com TEA, para que possamos nos tornar parceiros de brincadeiras e, ao mesmo tempo, estimular muitas habilidades em defasagem da criança.

No Modelo Denver, o REFORÇO é a própria brincadeira, que é escolhida e liderada pela criança.

É importante também intercalar o Denver ou outras forma de ABA naturalista com o ABA mais clássico, através das Tentativas Discretas, de acordo com cada situação, trazendo também reforços de fora da brincadeira.

Para entender melhor o passo a passo, veja as imagens acima e o texto abaixo. Mas como é algo bem complexo, se quiser entender mais profundamente, a dica são os cursos online da nossa mestre Mayra Gaiato @mayragaiato , que é formadora internacional do Modelo Denver de Intervenção Precoce e que, através de seus cursos, ensina como colocar em prática.

E, mais uma vez, alerto que não ganho nada com isso, indico porque acredito ser extremamente vantajoso para nós e em especial para nossos filhos e porque foi ela quem me ensinou tudo e eu quero o mesmo sucesso que tivemos para todos vocês! 

 

Fazer com que a criança com TEA observe e escute as pessoas é uma das atividades de aprendizagem mais importantes do tratamento e também uma das mais desafiadoras.

💚
1a FASE: A MOTIVAÇÃO DA CRIANÇA -
Lembrando que na primeira fase o único objetivo é fazer com a criança se sinta confortável e atraída pela sua presença. Você não deve chamá-la, mostrar suas ideias, dar demandas ou esperar algo em troca.

💚
1o PASSO: DESCUBRA O QUE MOTIVA A CRIANÇA -
Crianças com autismo são menos motivadas socialmente, mas podem estar altamente motivadas para obter objetos. Mas é importante que a criança não fique fixada em apenas alguma coisa, é necessário ter um leque de opções.

➡️ IDENTIFIQUE:
Então o primeiro passo é descobrir que objetos e atividades são interessantes e preferidos de seu filho para que, através dos mesmos, interaja com você;

➡️ BRINQUEDOS SENSORIAIS. Além dos objetos comuns, busque brinquedos sensoriais:
* Bolinhas de Sabão;
* Balões;
* Pompons;
* Brinquedos de Corda;
* Despejar líquidos;
* Colares de contas;
* Maracas;
* Flautas;
* Pianos de Brinquedo;
* Sinos;
* Cataventos.

➡️ ATIVIDADES SENSÓRIO-SOCIAIS: Foque-se no corpo da criança. Jogos físicos suaves ou animados que envolvam os sentidos e provoquem o sorriso:
* Brincar de roda;
* Fazer cócegas;
* Balançar nos joelhos;
* Pular no trampolim;
* Brincar com bolas de pilates;
* Puxá-lo enrolado numa coberta;
* Cucu;
*Formiguinha;
* A canção da aranha;
* Brincadeiras com os dedos;
* Aviãozinho.
⚠️ No auge da brincadeira, faça uma pausa e aguarde um ato comunicativo da criança para continuar.

➡️ COMIDA: Tome um lanche com a criança e integre pequenos jogos físicos à hora do lanche.

➡️ FAÇA UMA LISTA: Observe e FAÇA uma LISTA: que objetos seu filho PROCUROU, SEGUROU, que atividade ou objeto fez com que ele viesse PEDIR algo, o fez SORRIR ou o ACALMOU?


💚 1a FASE: A MOTIVAÇÃO DA CRIANÇA -
Lembrando que na primeira fase o único objetivo é fazer com a criança se sinta confortável e atraída pela sua presença. Você deve seguir a liderança da criança e fazer o que ela quiser, sem chamá-la, mostrar suas ideias, dar demandas ou esperar algo em troca.

 


💚 2o PASSO: SEJA O CENTRO DAS ATENÇÕES 
 

➡️ Desperte o interesse da criança, fazendo com que direcione sua atenção para os seus olhos e rosto, ações físicas, vozes, sons e palavras.

➡️ ELIMINE A CONCORRÊNCIA:
Elimine a concorrência, desligando vídeos, imagens de computador, a TV e qualquer outro eletrônico.

➡️ Se a atenção da criança desvia para qualquer outra coisa, reformule o ambiente para que tenha menos competição da atenção.

➡️ Esconda brinquedos que não estejam brincando em armários fechados, ou por baixo dos cobertores. Deixe somente aquele que vocês irão usar na atividade conjunta.

➡️ O ideal é que o cômodo tenha apenas uma mesa, uma cadeira uma estante.

➡️ A presença de outras pessoas também pode concorrer com a atenção, então o ideal é que haja apenas um adulto com a criança no momento da brincadeira.

➡️ E lembre, nesta primeira fase, não mostre suas ideias, não dê demandas ou espere algo da criança, o único objetivo é fazer com ela se sinta confortável e atraída pela sua presença.

💚 BRINCAR: 1a FASE - 3o PASSO:

➡️ FRENTE À FRENTE:
Durante a brincadeira, fique sempre frente à frente com a crianças e na ALTURA do seu olhar, para que ela possa observar as expressões faciais, padrões de olhar e movimentos da boca.

➡️ DISTÂNCIA CONFORTÁVEL:
Mantenha uma distância confortável para a criança.
Se a criança desvia o olhar, vire a cabeça ou tapa os olhos para evitar o contato visual, afaste-se mais um pouco. Embora a tentação natural seja aproximar-se mais ou tocar na criança, isso apenas aumentaria seu desvio do olhar e o que nós queremos aqui é o contrário disso.

➡️ PRESENÇA REFORÇADORA: Inicialmente a criança com TEA está desconfiada da nossa presença ou não tem consciência de que estamos lá. observe as pistas da criança e minimize ao máximo o desconforto de sua presença e adicione motivação para a atividade, tornando os objetivos mais fáceis e atividades mais interessantes para criança, para que nossa presença seja mais reforçadora.

➡️ EXEMPLOS: Algumas formas de sentar frente à frente com a criança:
* O adulto e a criança sentados no chão;
* Sentar a criança numa cadeira do seu tamanho ou num pequeno banco ou pufe, enquanto o adulto senta no chão;
* Ficar frente à frente também na leitura de livros;
* Na hora de dizer oi tchau;
* Na hora de vestir a criança;   
* No colo do adulto;
* Criança deitada no chão de costas e adulto sentado no chão;
* Criança deitada nas pernas do adulto;
* Uma mesa pequena (quebra-cabeça) para criança sentar ou ficar de pé e o adulto numa cadeira pequena na frente ou sentado no chão;

➡️ CADEIRA ADEQUADA:
confirme se a cadeira tem seu tamanho exato, se os seus pés e costas estão bem apoiados, e de preferência com apoio para os braços. Isso tudo ajuda que a criança fique estável. Mas não use cinto na cadeira, nosso objetivo é que ela fique sentada porque gosta da brincadeira. Caso contrário, esse será um dos objetivos da aprendizagem.

➡️ SIGA A LIDERANÇA DA CRIANÇA: E lembre que nesta primeira fase, o único objetivo é fazer com a criança se sinta confortável e atraída pela nossa presença.

💚 BRINCAR: 1a FASE - 4o VER E COMENTAR
 

➡️ APROVE: Observe com interesse sorria demonstrando de forma natural a sua aprovação para o que a criança estiver fazendo.
 

➡️ FALA: Comente o que a criança está fazendo com palavras e sons, promovendo assim oportunidades de aprendizado de linguagem verbal para criança.
 

➡️ REGRA +1: Adicione palavras simples. Narre as acoes da criança com emoção, animado e no nível da linguagem da criança, aplicando a Regra + 1: para crianças que não falam nenhuma palavras, converse e comente o que ela está fazendo com apenas uma palavra: “Telefone”. Para crianças que falam 1 palavra, converse juntando 2 palavras: “telefone verde”.
 

➡️ SONS ENGRAÇADOS: Adicione efeitos sonoros do que a criança estiver fazendo: “Triiiiiim!”
 

⚠️ ATENÇÃO: Sua presença não pode criar efeitos negativos, narre o que a criança está fazendo, o que a criança está segurando (e não o que vc estiver fazendo ou segurando), sem interromper ou mudar o foco de sua atenção.
 

⚠️ SIGA A LIDERANÇA DA CRIANÇA: E lembre que nesta primeira fase, o único objetivo é fazer com a criança se sinta confortável e atraída pela sua presença. Por enquanto você apenas vai seguir sua liderança e fazer o que a criança quer, sem mostrar suas ideias, dar demandas ou esperar algo em troca.

💚 BRINCAR: 1a FASE - 5o Passo: SEJA PRESTATIVO:
 

➡️ Quando a criança já estiver claramente confortável com sua presença, AJUDE-A a alcançar seus objetivos sem esperar NADA em TROCA.
 

➡️ Sua presença deve se revelar como uma ajuda para que a criança seja bem-sucedida em seus objetivos:
* Ofereça uma peça do item que a criança está tentando obter;
* Aproxime os materiais dela;
* Abra os recipientes;
* Dê materiais;
* Ajude a criança com qualquer problema;

➡️ DICA: Deixe os brinquedos favoritos de seu filho em embalagens transparentes e difíceis de abrir, essa é uma forma de se tornar prestativo.
PS. Nesta etapa abra antes que a criança fique zangada ou frustrada, sem ter que pedir.

⚠️ E lembre que nesta primeira fase, o único objetivo é fazer com a criança se sinta confortável e atraída pela sua presença.
Nesta fase, você apenas vai seguir sua liderança e fazer o que a criança quer, sem mostrar suas ideias, dar demandas ou esperar algo em troca.

 

 💛 BRINCAR: 2a FASE - 1o Passo: IMITE

➡️ TENHA UM PAPEL NA BRINCADEIRA:
Nesta fase a CRIANÇA já deve estar muito CONFORTÁVEL e feliz com sua presença, e isso pode levar dias, talvez semanas.

➡️ Somente quando você estiver REALMENTE CERTO disso que você pode passar para essa segunda fase. E sempre que você perceber que a criança NÃO está FELIZ ou CONFORTÁVEL com sua presença, VOLTE para a FASE 1 até reconquista-la.

➡️ IMITE A CRIANÇA:

✅ Crianças com autismo REAGEM de forma POSITIVA quando são imitadas

✅ Além disso, você dá o MODELO de imitação, um programa da maior IMPORTÂNCIA no tratamento do autismo.

✅ Pegue MATERIAIS IGUAIS ao da criança e IMITE o que ela estiver fazendo

✅Lembre de permanecer sempre FRENTE à frente, mantendo uma DISTÂNCIA confortável, NARRE e faça e EFEITOS SONOROS.

✅Se a criança quiser o seu material, dê imediatamente e comece de novo, NÃO entre numa LUTA de poder com ela.

✅ Em brincadeiras que envolvam varia peças, faça TOMADA de TURNOS. Se a criança está empilhando blocos, adicionando blocos à torre dela. Se está montando quebra-cabeça, faça tomada de turnos colocando algumas peças (mas não retire peças de sua mão).

✅ Se a criança NÃO quiser que você ENCOSTE no material, opte por BRINCADEIRAS PARALELAS, EVITE CONFLITOS nessa fase.

💛 BRINCAR: 2a FASE - 2o Passo: ACRESCENTE VARIAÇÕES

➡️  TENHA UM PAPEL NA BRINCADEIRA:
Lembrando que nesta 2a fase a criança já deve estar muito CONFORTÁVEL e feliz com sua presença, e isso pode levar dias, talvez semanas.

➡️ Somente quando você estiver realmente certo disso que você pode passar para essa segunda fase. E sempre que você perceber que a criança NÃO está feliz ou confortável com sua presença, VOLTE para a fase 1 até reconquistá-la.

➡️ 2o PASSO: ADICIONE VARIAÇÕES:

✅ Torne as atividades mais interessantes e inovadoras, adicionando-lhe algo dentro do tema que a criança está brincando;

✅ Se a criança está brincando com um trem, adicione uma ponte. Se a criança está empurrando um caminhão basculante, coloque peças na caçamba. Se está brincando de massinha, faça um rolinho.

✅ DEMANDA + AJUDA = REFORÇO: Peça que a criança imite você ou atenda outra demanda, dando a AJUDA que for necessária e REFORÇANDO imediatamente, voltando a fazer o que a criança quer na brincadeira.

✅Lembre de fazer tudo isso permanecendo sempre frente à frente à criança, mantendo uma distância confortável, fazendo comentários e efeitos sonoros e imitações.

Seguindo essas dicas do Modelo DENVER de Intervenção Precoce, em especial do livro Intervenção Precoce em Crianças com Autismo, a criança aceita demandas com menos resistência e isso é ótimo! Além disso, o reforço é a própria brincadeira.

 

♥️ BRINCAR: 3a FASE - 1o Passo: CONTROLE os MATERIAIS

➡️ Assim que a criança aceita facilmente você como parceiro na brincadeira, você pode tornar-se ainda mais ativo.

➡️ É importante respeitar o tempo da criança e avançar para essa fase somente quando a criança estiver realmente confortável.

➡️ CONTROLE os MATERIAIS: assim que a criança tiver selecionado o material de seu interesse, GUARDE os DEMAIS e os deixe sob o seu controle.

➡️  Entregá-los os materiais à criança à medida que ela tem interesse é um REFORÇO poderoso e coloca você no centro das atenções.

➡️ Lembre de fazer tudo isso permanecendo sempre FRENTE à frente à criança, mantendo uma DISTÂNCIA confortável, fazendo COMENTÁRIOS narrando o que a criança está fazendo com poucas palavras (Regra do +1), além de efeitos sonoros e IMITAÇÕES.

♥️ 
3a FASE - 2o Passo: TOMADA DE VEZ

➡️  Este é o último passo do Modelo Denver de Intervenção Precoce para BRINCAR, INTERAGIR e estimular LINGUAGEM, ensinar novas HABILIDADES, dar DEMANDAS para nossos filhos, etc.

➡️ Assim que a criança o aceita facilmente como parceiro na brincadeira, você pode tornar-se ainda mais ativo.

➡️ É importante respeitar o tempo da criança e avançar para essa fase somente quando a criança estiver realmente confortável.

➡️ TOMADA de VEZ:
A tomada de vez é uma ação mais intrusiva e a criança deve estar bem preparada para essa fase.

➡️  Depois que a criança estiver com um material 1 minuto ou 2, PEGUE brevemente dizendo: “MINHA VEZ” e DEVOLVA rapidamente dizendo “SUA VEZ”.

➡️ Esta fase pode gerar uma DISPUTA com a criança pelo objeto, mas é NECESSÁRIA para que a criança ENTENDA que RECEBERÁ de VOLTA.

➡️ Se a criança RESISTIR, entregue OUTRO objeto em TROCA, mas ela precisa entender que o que lhe foi retirado será devolvido.

➡️ Se você percebe que PERDEU a CONEXÃO com a criança em virtude disso, VOLTE à FASE anterior.

➡️ Lembre de fazer tudo isso permanecendo sempre FRENTE à frente à criança, mantendo uma DISTÂNCIA confortável, fazendo COMENTÁRIOS narrando o que a criança está fazendo com poucas palavras (Regra do +1), além de efeitos sonoros e IMITAÇÕES.

QUANDO É HORA DE ACABAR COM A BRINCADEIRA e MUDAR para OUTRA ATIVIDADE?

➡️ Quando a criança DIMINUI a ATENÇÃO ou;

➡️ Quando a brincadeira já se tornou muito REPETITIVA e NÃO oferece mais potencial de APRENDIZAGEM, ou seja, quando o valor da aprendizagem já está consumido e se não temos mais ideias de como acrescentar variações às brincadeiras.

De acordo com o livro Intervenção Precoce em Crianças com Autismo, que ensina o Modelo DENVER de Intervenção Precoce, a BRINCADEIRA deve ter as seguintes FASES:

1️⃣ ABERTURA:
A criança estabelece o tema da atividade;

2️⃣ TEMA:
A criança e o adulto estão envolvidos numa atividade definida ou voltados a um objeto.
Exs. Construção com blocos, despejar agua, pintar com lápis, cantar uma canção, dançar uma música, brincar de esconde-esconde.

DICA 1: Quando você percebe o interesse da criança em algum objeto, pegue-o antes e ofereça-o à criança, falando o nome antes de entregá-lo, dando o modelo verbal do mesmo.

DICA 2: Ou aguarde um ato comunicativo da criança para entregá-lo. A entrega do mesmo será o reforço a essa troca comunicativa.   

3️⃣ COMPLEXIFICAÇÃO:
Você acrescenta uma variação ao tema para torná-lo mais iteressante, é isso faz com que aumente:
✅ a atenção da criança,
✅ a flexibilidade mental,
✅ a criatividade e
✅ o repertório de brincadeiras .
Isso tudo torna-o mais apto para brincar com outras crianças.

4️⃣ ENCERRAMENTO:
Quando começam a diminuir a atenção da criança ou o valor da aprendizagem é hora de encerrar a atividade, guardando os materiais e mudando para outra atividade.

😱 E QUANDO A CRIANÇA NÃO QUER MUDAR DE BRINCADEIRA???

PS. CORREÇÃO IMAGEM PASSO 5:
Neste caso NÃOOOOO é necessário fazer a criança ajudar a guardar.

😫 Quando a criança tem prazer numa atividade muito REPETITIVA, mudar de atividade pode ser muito DESAFIADOR.

😬 Mas quando não conseguimos pensar em mais NADA para torná-la uma atividade de APRENDIZAGEM é NECESSÁRIO MUDAR para outra.

😤 Mesmo que a criança faça uma BIRRA, isso NÃO é MOTIVO para evitar a transição.

📌 É realmente muito importante que a criança APRENDA a ter FLEXIBILIDADE em mudar de atividade.

📎 Essa dificuldade de flexibilizar é uma competência cognitiva geralmente bem AFETADA no AUTISMO e aprender a desviar atenção quando os outros lhe pedem é uma capacidade muito IMPORTANTE para toda a sua vida.

➡️ COMO FACILITAR A TRANSIÇÃO:

✅ PARE de participar da brincadeira;

✅ Torne a atividade mais CHATA. Se a brincadeira envolve várias peças, vá afastando algumas e deixando a criança com poucas;

✅ Comece a brincar em OUTRA atividade no campo visual da criança de forma ATRAENTE.

✅ Se a criança começa a olhar para sua nova atividade, OFEREÇA o material à criança para que ela venha pegar.

✅ Assim que a criança entrar na nova brincadeira, discretamente ESCONDA, tirando o material ANTERIOR de sua visão (não é necessário nesse caso fazer a criança guardar).

✅ Com esse treinamento constante, com o passar do tempo, a criança vai cada vez se tornando mais hábil em transitar atividades.

💙 OBJETOS DE ADORAÇÃO:
Se houver objetos que, mesmo seguindo todos os passos, tornem inviável a transição de atividades, melhor afastá-los e escondê-los quando você estiver buscando promover estímulos com seu filho.

HORA DE GUARDAR

Com certezaaaaa é muito mais fácil para as mamães guardar tudo sozinha depois que a brincadeira acaba...

Mas por que é importante fazer com que a criança guarde junto???

Porque a arrumação dá oportunidade de uma série de aprendizados:

1️⃣ SEQUÊNCIA TEMPORAL:
A arrumação dá uma noção de sequência temporal: “primeiro isso, depois aquilo” (primeiro guardar os objetos na caixa e depois colocamos a caixa na prateleira).

2️⃣ PLANEJAMENTO:
* A arrumação inibe o impulso de pular para outra coisa
* As crianças com autismo podem estar muito concentradas no presente, pulando de uma atividade para outra

3️⃣ FUNÇÕES EXECUTIVAS:
* Se quer mudar para outra atividade, tem que manter esse plano em mente, voltando a se concentrar em terminar de arrumar
* Mantém um objetivo em mente, organizando-se através de uma série de passos para alcançar esse objetivo
* Isso tudo estimula dificuldades comuns como: inibição de impulsos, memória de trabalho, formação de objetivos e mudança de contextos

4️⃣ INDEPENDÊNCIA / PREPARAÇÃO PARA ESCOLA:
Na escola a arrumação é uma parte importante para transição de atividades


 

MODELO DENVER: HORA DE GUARDAR - COMO ENSINAR 

➡️ Arrumar é uma atividade complexa e a criança vai aprendendo ao longo do tempo.

➡️ Diga sempre: “hora de arrumar”, “vamos arrumar” antes de começar ou faça uma canção de guardar: “Guarda, guarda, guarda,
Bem direitinho,
Quem guarda direito
Encontra tudo arrumadinho”.

➡️ Mantenha os materiais embalados em sacos ou caixas e guardados em prateleiras ou local determinado.

➡️ UMA ETAPA:
Podemos incialmente pedir à criança para participar de apenas uma etapa se:
* Há muita coisa para guardar,
* A atenção da criança é muito curta,
* Ela ainda não sabe imitar,
* A criança quer muito mudar de atividade,
* A criança não consegue ficar na arrumação tempo suficiente em todas as etapas.

➡️ Lembre de dar a AJUDA necessária para que a criança cumpra pelo menos uma etapa.

➡️ TODAS AS ETAPAS:
Com o tempo vá acostumando a criança a participar de todas as etapas da arrumação, através da técnica das APROXIMAÇÕES SUCESSIVAS.

Dê AJUDA necessária (da menor para maior : verbal, gestual e física).

➡️ Se houver resistência ou dificuldade, faça com que a criança realize pelo menos uma etapa rapidamente

➡️ Lembre de narrar cada passo com a Regra do +1.

➡️ REFORÇO EXTERNO:
A arrumação geralmente é uma tarefa chata para a criança. Para as atividades que não são preferenciais da criança sempre trazemos um REFORÇO EXTERNO.

➡️ Para criança ficar motivada sabendo que passará a brincar daquela atividade depois de guardar, associando uma coisa com a outra, você pode entregar o objeto pra criança guardar numa mão e o objeto de interesse na outra ou à vista, mas fora do seu alcance.

Passo a passo:

1️⃣ A criança retira os brinquedos das embalagens e assim entende onde deverão ser guardados depois;

2️⃣ O adulto guarda algumas vezes para que a criança observe;

3️⃣ A criança começa a completar 1 ou 2 etapas da arrumação, colocando 1 ou 2 peças na caixa, ou tampar a caixa.

Vc mostra como fazer e depois entrega pra criança completar, dando a ajuda necessária e depois termina sozinho a arrumação.

4️⃣ APROXIMAÇÕES SUCESSIVAS: vai aumentando cada vez mais a quantidade de atribuições da criança, começando a completar um passo de cada etapa e depois participando mais

➡️ Se houver resistência ou dificuldade, faça com que a criança realize pelo menos uma etapa rapidamente

➡️ Lembre de narrar cada passo com a Regra do +1.

➡️ REFORÇO EXTERNO:
E como a arrumação geralmente é uma tarefa chata para a criança, lembre de reforçar.

➡️ Para criança ficar motivada sabendo que passará a brincar daquela atividade depois de guardar, associando uma coisa com a outra, você pode entregar o objeto pra criança guardar numa mão e o objeto de interesse na outra ou à vista, mas fora do seu alcance.

 

13 PASSOS ESTIMULAR CRIANÇA COM TEA

 

De forma similar, também de acordo com as formas naturalistas de estimular as crianças com TEA, o livro SOS AUTISMO da nossa mestre @mayragaiato , que é formadora internacional do Modelo DENVER de Intervenção Precoce , é uma poderosa fonte de conhecimento nesse sentido.

Confira um resumo do PASSO A PASSO do livro:

1. ELIMINE DISTRATORES - crianças com TEA geralmente têm dificuldade em dividir a atenção entre estímulos diversos e isso ajudará a manter a atenção nas atividades e brinquedos

2. GANHE a ATENÇÃO da CRIANÇA - observe no que a criança está interessada. Abandone a sua ideia e participe do que ela está fazendo

3. FAÇA COMENTÁRIOS sobre o que ela estiver fazendo - Use poucas palavras (Regra +1).

4. FAÇA ONOMATOPEIAS - sons engraçados para preencher as lacunas de falar com poucas palavras - ex. “Trem, piuí!”

5. DISTÂNCIA CONFORTÁVEL - mantenha uma distância em que a crianças se sinta confortável.

6. SENTE FRENTE à FRENTE - fique sempre na posição frontal e na altura dos olhos da criança.

7. IMITE - assim você dá o modelo dessa importante habilidade e ainda valoriza a ideia da criança. Enquanto imitar, narre e faça sons engraçados.

8. AJUDE - sempre que a criança tentar pegar algo, abrir ou encaixar, se antecipe e ajude para que ela conclua a ação.

9. FAÇA ROTINAS SENSÓRIO SOCIAIS - atividades motoras sensoriais que buscam o sorriso. No auge da brincadeira faça uma pausa para ato comunicativo e reforce continuando.

10. Entre com “MINHA VEZ - SUA VEZ”. Até aqui fizemos tudo que a criança queria, porém precisamos brincar de forma parecida com a vida real, preparando-a para a escola e a interação com os amigos. Precisamos acostumar a criança a permitir mudanças e aprender o que o outro quer também.

11. VARIAÇÃO - Depois de fazer algumas vezes o que a criança quer, entre com uma ideia sua.

12. PEÇA IMITAÇÃO - após imitar a criança algumas vezes, peça que ela imite também e dê a ajuda necessária.

13. ENCERRAR - Quando a criança não estiver mais motivada é hora de encerrar a atividade e passar para outra.

 

 

ATENÇÃO: ERROS COMUNS .

➡️ Sempre que você quiser ter MOMENTOS de INTERAÇÃO com seu filho, lembre-se que, se já é difícil para uma criança com autismo prestar atenção a uma única pessoa, ter DIVERSAS PESSOAS ao mesmo tempo torna isso ainda mais DIFÍCIL. .

➡️ O OBJETIVO é que no FUTURO seu filho interaja com TODOS ao MESMO TEMPO, mas para que isso aconteça, é necessário antes estimular as interações individuais.

 

➡️ Por isso, procure MOMENTOS a SÓS com seu filho, respeitando a DISTÂNCIA confortável para ele, e ficando FRENTE À FRENTE, permitindo o CONTATO VISUAL e seguindo sua LIDERANÇA, NARRANDO o que ele está fazendo, fazendo SONS ENGRAÇADOS e AJUDANDO a completar seus objetivos.

➡️ ELIMINE todos os DISTRATORES, desligando a TV 📺 , computadores 🖥 e qualquer tipo de eletrônicos 📱 , músicas 🎼, sons, etc.

➡️ Para saber mais:
✅ Assista nosso vídeo explicativo no YouTube;
✅ Leia o livro - Autismo Compreender e Agir em Família;
✅ Faça os cursos da nossa mestre @mayragaiato , disponíveis no site www.institutosingular.org.

 

Captura_de_Tela_2020-10-05_às_10.45.01

COMO FAZER SEU FILHO BUSCAR INTERAÇÃO 

Kaká Autistólogos  

Entenda como fazer seu filho vir buscar você para interagir. Clique no link abaixo para assistir o vídeo:

DISTÂNCIA CONFORTÁVEL

Confira meu vídeo abaixo para saber como manter uma distância confortável para a criança:

A IMPORTÂNCIA DO VÍNCULO DOS PAIS COM OS FILHOS COM DEFICIÊNCIA

Mayra Gaiato

Mayra explica a importância do vínculo e da aceitação da criança com Autismo ou com outras deficiências. A importância de falarmos o quanto os amamos, em especial na hora em que estão quase adormecidas. 

BRINCADEIRAS

Mayra Gaiato

Mayra dá dicas de como estimular as crianças através das brincadeiras. 

NOSSA CONVERSA COM MAYRA GAIATO

Segue nossa conversa sobre interação social.

Nesta conversa, contamos como fizemos para estimular a interação do Matheus.

No Início

Nas primeiras vezes que executou o método ABA, o Matheus apresentava bastante resistência e precisava ser buscado de volta repetidas vezes. Quando finalmente ficava sentado, precisava de ajuda total para executar os comandos (mesmo com ajuda total recebe reforço). No início, o ideal é aplicar em dupla, conforme vídeo abaixo. Mas com o tempo há um desenvolvimento natural, como aconteceu no caso do Matheus, que acabou entendendo a necessidade de ficar sentado, aumentar a concentração e cumprir as solicitações, como vemos nos demais vídeos.

DICAS DE BRINCADEIRAS

Mayra Gaiato

DICA INTERAÇÃO PARES

Juliana Moura

DICA INTERAÇÃO ESCOLA

Kaká do Autistologos

Please reload

ATENÇÃO BIFOCAL 

 

A criança autista normalmente fica fechada em seu mundo e ignora completamente o que ocorre ao redor, fixando toda sua atenção para apenas uma tarefa de seu interesse. É importante estimular que trabalhe então a atenção bifocal, como por exemplo, chamá-lo enquanto estiver brincando ou assistindo um vídeo, conforme discorrido no Item Atender o Chamado e Olhar acima, por exemplo.

 

Outra forma de estimular a atenção bifocal seria deixar tocando músicas enquanto brinca. Assim ele estará prestando atenção na melodia e na letra, ou até mesmo cantando e dançando enquanto brinca. 

 

 

JOGOS E BRINCADEIRAS

 

Além de preparar para interação, os jogos e brincadeiras melhoram a concentração.

 

Aproveite para trabalhar a escolha (qual você quer brincar?), ganhar e perder (não ganha reforço quando perde) e a concentração.

 

Escolha pelo menos 1 jogo por dia.

Seguem alguns exemplos:

Quebra-Cabeça (alfabetização => Quebra-Cabeça Silábico)

Dominó

Jogo da Memória

Dentes do Jacaré

Porquinho Comilão

Lince

Sombras do Backyardigans

O Mestre Mandou

Pula-Pirata

Bola (jogar, rolar, cesta, gol, etc.)

Brincar de pegar

Brincar de imitar a criança com brinquedo igual ao da criança, copiar seus movimentos)

Soprar bolhas de sabão

Surpresa - colocar objetos dentro de uma caixa e retirando com surpresa ou esconder pela casa

Brincar com bonecos e fantoches, fazendo diálogos 

Esconde-esconde

ROTINAS SOCIAIS SENSORIAIS

IG @pequenoscatarinas

ENSINANDO A JOGAR

Mayra Gaiato explica como Brincar

DICAS PARA BRINCAR

A psicóloga Juliana Moura do @mund0kids ensina como BRINCAR de forma a estimular diversos aspectos importantes para o DESENVOLVIMENTO da criança, como IMITAÇÃO, COMANDOS, LINGUAGEM, COORDENAÇÃO MOTORA FINA E GROSSA, INTERAÇÃO, aprendizado dos NÚMEROS, SEQUÊNCIA e ainda como dar AJUDA aos COMANDOS (de acordo com o Modelo DENVER, com suporte do menor para o maior - verbal, gestual e físico) e o REFORÇO ao final para estimular o comportamento adequado (Parabééééns, muito bem!).

DICAS PARA BRINCAR

A psicóloga Juliana Moura do @mund0kids ensina como BRINCAR com Dino Papa Tudo e Geleca.

JOGO DA MEMÓRIA

CAÇA AO TESOURO

Essa brincadeira estimula a LINGUAGEM (pois a criança associa a pista ao objeto) e a INTERAÇÃO entre os participantes. Além disso, usa o Método ABA, estimulando o comportamento positivo, ao atribuir um REFORÇO ("tesouro") ao COMANDO, com a AJUDA que for necessária. Inicialmente, crie pistas fáceis que levem ao tesouro, que pode ser um pirulito, uma bala ou algo que a criança adore! No início faça em poucas etapas, para que entenda a brincadeira e depois vá aumentando.

FAZ DE CONTA

@apontandoparaofuturo.autism

BRINCANDO PRA ESTIMULAR A INTERAÇÃO

LUDO

CAÇA AO TESOURO AVANÇADO

Este nível mais avançado estimula a compreensão da LINGUAGEM através de "charadas".

PAREAMENTO

@apontandoparaofuturo.autism

PAREAMENTO

@autismogemelar

LINGUAGEM / ANIMAIS

@autismogemelar

LINGUAGEM / FORMAS GEOMÉTRICAS

@autismogemelar

LINGUAGEM / LETRAS

@autismogemelar

LINGUAGEM / NÚMEROS

@autismogemelar

LINGUAGEM / INSETOS (ATENÇÃO: ensine que insetos de verdade não devem ser tocados)

@autismogemelar

RESTRINGINDO O USO DE ELETRÔNICOS

Mayra Gaiato explica que eletrônicos devem ser limitados

Please reload

QUAL A MELHOR FORMA DE INTERAGIR COM SEU FILHO?

EVITE DISTRAÇÕES

COMO CONVERSAR?

Dra. Deborah Kerches

BRINCAR SOLITÁRIO (0-2 Anos)

Dani Botelho

BRINCAR PARALELO (+2 Anos)

Dani Botelho

BRINCAR ASSOCIADO (3 - 4 Anos)

Dani Botelho

BRINCAR COOPERATIVO (+ 4 Anos)

Dani Botelho

DESENVOLVIMENTO DAS BRINCADEIRAS

DANI BOTELHO

BRINCAR É COISA SÉRIA

Fonoaudióloga Giovana Sette

BRINCADEIRA PARA INCLUSÃO

@tempojunto

DOMINÓ

Dominó com 6 Peças

DOMINÓ

Dominó com 10 Peças

QUEBRA-CABEÇA

Montando Quebra-Cabeça

MEMÓRIA + EXPRESSÕES FACIAIS

Jogo da Memória de Expressões Faciais

GOOGLE GLASS

Tecnologia

PETS

Animais de Estimação

EXEMPLOS

Jogos

JOGO SIMBÓLICO

Dra. Deborah Kerches

CABRA-CEGA

ESCONDE-ESCONDE

BRINCADEIRAS SENSORIAIS

CABO DE GUERRA

CILADA

DICA DE JOGO

TINTA CASEIRA

Receita de tinta Caseira do IG @anitabrito

Please reload

LEGO

Brincar é uma forma de estimular diversas habilidades, como a COMUNICAÇÃO, LINGUAGEM, INTERAÇÃO, etc. Veja o papai André brincando de Lego com o Matheus, seguindo as instruções. Este é mais avançado, destinado a crianças maiores de 8 anos, mas é possível encontrar os mais variados níveis de dificuldade. 

ROTINA DE ATIVIDADES CONJUNTAS

IG @as_aventuras_de_alice

Rotina de Atividade Conjunta desenvolvida pela maravilhosa mamãe Mariana que, mesmo sem nunca ter recebido qualquer orientação de profissional de ABA ou DENVER, usou um mix das técnicas dos dois modelos. Conter a criança, por exemplo, é algo exclusivo do ABA Clássico. Era algo que eu fazia com o Matheus. Se ele chorasse, eu esperava ele se acalmar para recomeçar. Conter nesses casos é como tudo que envolva a educação, por mais que fiquemos com “dó”, sabemos que é o melhor pra eles, pois é muito importante para o desenvolvimento deles que se acostumem a ficar sentados, por exemplo. A atividade não segue totalmente o Modelo DENVER, pois este segue a liderança da criança não a contém e evita eletrônicos como REFORÇO, mas segue este mesmo padrão de COMANDO + AJUDA = REFORÇO, com Ajuda da menor para maior, ou seja: verbal, gestual e física.

ROTINA DE ATIVIDADES CONJUNTAS

IG @as_aventuras_de_alice

Neste caso, a Mamãe Mariana pratica uma brincadeira lúdica com Alice, trazendo personagens da Princesinha Sofia. Detalhe para o lindo efeito de neve com isopor ralado! Arrasou!!!

EXPRESSÕES FACIAIS

Pessoas com Autismo Têm Dificuldade em Entender Expressões Faciais

Por esta razão, é importante treinar esta habilidade, afim de melhorar a empatia e o entendimento do que sente o outro, o que é essencial para o bom desenvolvimentos dos relacionamentos. Veja um vídeo que mostra algumas expressões. Trabalhe mais com a criança.